Segunda, 12 de Abril de 2021 10:26
43 9 9937 4574
30°

Poucas nuvens

Cambará - PR

Dólar com.

R$ 5,65

Euro

R$ 6,72

Peso Arg.

R$ 0,06

Senado Federal Senado Federal

Senado celebra conscientização do autismo em sessão especial nesta sexta

Celebrado anualmente em 2 de abril, o Dia Mundial da Conscientização do Autismo será comemorado na próxima sexta-feira (9) em sessão especial virtu...

08/04/2021 19h51
Por: Carlos Roberto Francisquini Fonte: Agência Senado
Senado celebra conscientização do autismo em sessão especial nesta sexta

Celebrado anualmente em 2 de abril, o Dia Mundial da Conscientização do Autismo será comemorado na próxima sexta-feira (9) em sessão especial virtual do Senado. O objetivo é ajudar a dar visibilidade às pessoas com Transtorno do Espectro Autista e combater preconceitos, de acordo com o requerimento (REQ 851/2021) apresentado pelo senador Izalci Lucas (PSDB-DF).

Em 2007, a Organização das Nações Unidas (ONU) estabeleceu o Dia Mundial da Conscientização do Autismo. Dez anos depois, com a Lei 13.652, de 2018, proposta do senador Flávio Arns (Podemos-PR), a data passou a ser oficialmente celebrada no Brasil. Em 2020, o Senado aprovou 18 de junho como o Dia Nacional do Orgulho Autista. Para o autor da proposta, senador Romário (Podemos-RJ), a data é uma forma de marcar o autista na nacionalidade brasileira.

Foram convidados para a sessão Fernando Cotta, diretor-presidente do Movimento Orgulho Autista Brasil (Moab); Marlla Mendes de Sousa, presidente da Comissão Especial de Defesa dos Direitos da Pessoa com Autismo da OAB Nacional; Edilson Barbosa, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Autismo da Seccional da OAB do Distrito Federal; Rafael Evangelista Ladeira, presidente da instituição Aliança Verde; Vinicius Henique Europeu Barbosa, estudante de direito; Gabriel Barros Torquato, diretor da Juventude Asperger da Moab; Maria Leidismar Araújo, presidente da Associação Tudo Azul; Gisele Cristine de Almeida Montenegro, presidente da Associação dos Amigos dos Autistas do Distrito Federal (AMA-DF); e Lucinete Ferreira de Andrade, diretora da Associação Brasileira de Autismo, Comportamento e Intervenção (Abraci).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias