Terça, 18 de Maio de 2021 21:02
43 9 9937 4574
19°

Poucas nuvens

Cambará - PR

Dólar com.

R$ 5,26

Euro

R$ 6,42

Peso Arg.

R$ 0,06

BRASIL Brasil

'Nada será adiado', diz Renan sobre chance de Teich não aparecer

Relator da CPI da Covid, senador afirmou que deverá fazer 'mais ou menos' cinco perguntas a Pazuello. Ex-ministros serão ouvidos amanhã

04/05/2021 10h06
Por: Carlos Roberto Francisquini Fonte: R7
Senador Renan Calheiros (MDB-AL) é o relator da CPI da Covid - (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado - 29.04.2021)
Senador Renan Calheiros (MDB-AL) é o relator da CPI da Covid - (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado - 29.04.2021)

O relator da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL) afirmou na manhã desta terça-feira (4) em Brasília que fará "mais ou menos" cinco perguntas para o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, um dos mais aguardados no colegiado, que investiga as ações e omissões do governo federal, além de estados e municípios, na condução da pandemia.

Perguntado sobre quanto tempo pode durar a participação do general da ativa do Exército na CPI, nesta quarta (5) de manhã, Renan respondeu ser imprevisível estimar. "Porque tem a réplica, tréplica, o tempo que vai ser dado para formular a resposta", afirmou.

O senador, adversário declarado do governo Jair Bolsonaro, descartou qualquer hipótese de adiamento da convocação do titular da Saúde que sucedeu Pazuello, o ex-ministro Nelson Teich. "“Nada vai ser adiado”, disse. Teich permaneceu cerca de um mês no cargo e deve ser ouvido também nesta quarta-feira, à tarde.

Na manhã de hoje, o primeiro ministro da Saúde da gestão Bolsonaro, Luiz Henrique Mandetta, será o primeiro a ser ouvido pelos 11 parlamentares que compõe a CPI da Covid.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias