Domingo, 13 de Junho de 2021 08:32
43 9 9937 4574
14°

Tempo aberto

Cambará - PR

Dólar com.

R$ 5,12

Euro

R$ 6,2

Peso Arg.

R$ 0,05

Educação Educação

Aprovados em 1º lugar na USP e UFMG dão dicas para o Enem

Para os jovens é preciso ter foco e disciplina para seguir um cronograma de estudos, além de tirar as dúvidas das matérias

09/05/2021 02h06
Por: Carlos Roberto Francisquini Fonte: R7 - Alex Gonçalves, do R7*
Da esquerda para a direita: Matias, Ana Beatriz e Vitor - (Foto: Divulgação/Arquivo pessoal)
Da esquerda para a direita: Matias, Ana Beatriz e Vitor - (Foto: Divulgação/Arquivo pessoal)

Ana Beatriz Nery Ferreira, Matias Penido Duchateau e Vitor Marques Rodrigues passaram em 1º lugar na chamada regular do Sisu 2021 (Sistema de Seleção Unificada). Ana Beatriz e Matias passaram na USP (Universidade de São Paulo) respectivamente em Psicologia e Relações Internacionais; e Vitor foi aprovado em Estatística na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Esses jovens dão dicas de como tirar o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de letra e conquistar uma vaga em uma universidade pública.

Os três utilizaram o Sisu para o ingresso nas universidades. O Sisu é um sistema que faz a ponte entre as vagas oferecidas pelas instituições públicas de ensino superior e participantes do Enem. Os candidatos são selecionados de acordo com suas notas no exame.

Segundo Matias, "o primeiro passo para garantir um bom rendimento no Enem é estruturar o planejamento dos estudos com metas diárias e semanais, priorizando por tópicos as matérias e assuntos que têm peso maior ou que o tenha maior grau de dificuldade para assimilar". 

 

 

 

 

 

 

"Eu amadureci muito nesse período para ter disciplina em meus estudos, passar no vestibular era a minha meta", conta o estudante que chegou a estudar 9 horas entre o cursinho Poliedro, as aulas particulares e o estudo em casa.

Ana Beatriz, 20 anos, conquistou o 1º lugar em Psicologia pela USP, o segundo curso mais concorrido no vestibular da Fuvest. A jovem moradora do Itaim Paulista, na zona leste de São Paulo, cursou o ensino médio em uma escola estadual e fazia aulas no cursinho popular MedEnsina, organizado pelos estudantes de Medicina da USP.

A jovem também contou com o apoio da família para conseguir estudar e tinha em casa um cantinho tranquilo, com boa iluminação e ventilação. Mas de todas as dicas, a mais valiosa para ela foi a organização. "É muito importante seguir um cronograma de estudo, com muitos exercícios e simulados."

O estudante Vitor Marques Rodrigues, 18 anos, passou em 1º lugar no curso de Estatística na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). "Vale começar pelas matérias de exatas, que a maioria dos estudantes têm dificuldades". Além das aulas do cursinho, Matias dedicava 5 horas do seu dia aos estudos. Outro ponto destacado por ele é a necessidade do estudante se manter atualizado. "Fique atento ao que está ocorrendo, leia muito."

Ter uma rotina de estudo organizada é tão importante quanto tirar as dúvidas. "Recorra a um orientador ou grupo de estudos para não ter dificuldades com o conteúdo dos vestibulares", conclui Vitor.

Equilibrando estudos e descanso

A psicóloga especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental Lara Miranda explica que o sono tem papéis distintos no processo da aprendizagem. "O processo de memorização acontece durante o sono, portanto tudo aquilo que o aluno estuda será armazenado na memória de longo prazo durante o sono", diz. Além disso, ela destaca que "o sono tem papel de restaurador, quem não dorme bem, não descansa o suficiente e com isso compromete a produtividade dela no dia seguinte."

Para Lara, os estudantes precisam intercalar as horas de estudo com o descanso para ter um resultado melhor nos exames.

*Estágiario sob supervisão de Karla Dunder

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias