Domingo, 13 de Junho de 2021 08:50
43 9 9937 4574
14°

Tempo aberto

Cambará - PR

Dólar com.

R$ 5,12

Euro

R$ 6,2

Peso Arg.

R$ 0,05

CIDADES SEM PROCISSÃO

Cambará celebra CORPUS CHRISTI sem o tradicional tapete colorido

Paróquias estão respeitando o protocolo da saúde para evitar aglomerações. Duas missas estão programadas na igreja Nossa Senhora das Graças

03/06/2021 12h40 Atualizada há 1 semana
Por: Carlos Roberto Francisquini Fonte: Aline Carvalho
Imagem em 2019 registra na celebração de Corpus Christi da Paróquia Nossa Senhora das Graças de Cambará - Foto Roberto Francisquini
Imagem em 2019 registra na celebração de Corpus Christi da Paróquia Nossa Senhora das Graças de Cambará - Foto Roberto Francisquini

Aline Carvalho

 

Pelo segundo ano consecutivo Cambará não celebrará a tradicional procissão de Corpus Christi. O evento religioso, marcado por celebrações e pelo imenso tapete florido que se estende por diversas ruas da cidade atrai milhares de fieis católicos anualmente na procissão, mas que por medidas de segurança, não será realizado este ano.

Na paróquia Nossa Senhora das Graças as atividades sacras ficaram restritas a celebração de duas Missas, uma celebrada na manhã desta quinta e a outra com previsão para acontecer as 15horas com limitações de fieis.

As medidas seguem para todas as paróquias do município.

 

A história:

A expressão “Corpus Christi” vem do Latim, e significa “Corpo de Cristo”. O feriado faz parte do calendário da Igreja Católica, e também é conhecido como “Corpus Domini” (corpo do Senhor). A data comemorativa tem por finalidade celebrar o Sacramento da Eucaristia que relembra a última ceia, ou seja, recordar a morte e ressurreição de Jesus Cristo.

 

 Eucaristia significa ação de graças, e no sacramento os fiéis recebem a hóstia, o pão sagrado que simboliza o corpo de Cristo, e o vinho, representando o sangue de Jesus.

 

 A festa de Corpus Christi surgiu por iniciativa do papa Urbano 4º, no ano de 1264 e é sempre celebrada às quintas-feiras, após o Domingo da Santíssima Trindade, que acontece no Domingo subsequente ao de Pentecostes. Segundo o pontífice, uma freira chamada Juliana de Mont Cornillon, teve visões e declarou que Jesus Cristo a pedia que a Eucaristia fosse celebrada com honra, de maneira apropriada.

Imagem em 2019 registra na celebração de Corpus Christi da Paróquia Nossa Senhora das Graças de Cambará  - Foto Roberto Francisquini 

Um outro episódio que contribuiu para este acontecimento foi o milagre de Bolsena, que decorreu da seguinte forma: o Padre Pedro de Praga celebrava uma missa na Cripta de Santa Cristina, em Bolsena, na Itália. Foi então que um milagre aconteceu, caíram gotas de sangue da hóstia consagrada, e com isso ficou encharcado não somente o corporal, como também manchou o chão da igreja. A história diz que isso ocorreu porque o padre tinha dúvidas em relação à presença de Cristo na Eucaristia. A partir daí o Corporal Eucarístico passou a ser levado em procissão, e assim Corpus Christi foi considerada uma festividade oficial da Igreja Católica.

Imagem em 2019 registra na celebração de Corpus Christi da Paróquia Nossa Senhora das Graças de Cambará  - Foto Roberto Francisquini 

 

 A tradição mais comum da data festiva é a confecção de tapetes personalizados, a ideia surgiu na cidade de Ouro Preto, Minas Gerais. Os fiéis utilizam ornamentos feitos com borra de café, palha, serragem tingida, entre outros, o que resulta em um grande trabalho, onde todos participam e compõe uma obra de arte com símbolos cristãos, que é o caminho por onde o Corpo de Cristo irá passar.

 

 As igrejas protestantes não celebram Corpus Christis, pois realizam a eucaristia somente como um memorial da morte e ressurreição de Cristo, diferente da Igreja Católica, que acredita na transubstanciação, que significa a transformação da substância do pão e do vinho em corpo e sangue de Jesus, na consagração, ou seja, a presença real de Cristo na Eucaristia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias