Sábado, 25 de Setembro de 2021 01:11
43 9 9937 4574
Agricultura Paraná

Diretora do IDR-Paraná é nova integrante da Academia Brasileira de Ciência Agronômica

Vania Moda Cirino passa a ocupar a cadeira de número 68 da ABCA. Engenheira agrônoma, ela ingressou no IDR-Paraná em 1986, na área de genética e me...

23/06/2021 17h25
Por: Carlos Roberto Francisquini Fonte: Secom Paraná
© IDR
© IDR

A pesquisadora Vania Moda Cirino, diretora de pesquisa do IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná-Iapar-Emater) desde janeiro de 2020, tomou posse na Academia Brasileira de Ciência Agronômica (ABCA), em solenidade virtual realizada nesta terça-feira (22). Ela passa a ocupar a cadeira de número 68, que tem como patrono o engenheiro agrônomo mineiro Geraldo Martins Chaves.

“Ser escolhida como membro titular da ABCA, juntamente com renomados cientistas brasileiros, significa a aprovação e reconhecimento do nosso trabalho pelos nossos pares”, declarou Vania. A ABCA reúne cientistas brasileiros com destacada atuação nesse campo do conhecimento científico.

“O reconhecimento não é apenas pessoal, mas também para o IDR-Paraná, uma vez que a carreira cientifica foi desenvolvida dentro do Instituto, o qual forneceu todo apoio, desde a capacitação técnico-cientifica, infraestrutura e equipes para a realização das pesquisas”, afirmou.

Vania Cirino é engenheira-agrônoma formada pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), ligada à Universidade de São Paulo (USP), onde também cursou mestrado e doutorado na área de genética e melhoramento de plantas. Fez ainda pós-doutorado no Istituto di Radiobiochimica Ed Ecofisiologia Vegetali, em Roma, vinculado ao Consiglio Nazionale Delle Ricercha, da Itália.

Ingressou no IDR-Paraná em 1986, na área de genética e melhoramento de plantas. Desde então, foi responsável técnica pelo desenvolvimento de 25 cultivares de feijão. Muitos desses materiais extrapolaram as fronteiras do Paraná e são cultivados em várias regiões produtoras do Brasil e também no Exterior.

Seu trabalho se destaca, também, na formação de novos pesquisadores. Ela colabora em programas de pós-graduação e orienta estudantes de iniciação científica, mestrado e doutorado. Publica regularmente artigos em periódicos, reuniões científicas e congressos, além de livros e boletins técnicos.

Ao longo da carreira, Vania Cirino tem atuado como membro de órgãos colegiados em diversos níveis, como a Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), e o próprio Comitê Técnico-Científico do IDR-Paraná.

HOMENAGENS -Dentre as homenagens, a pesquisadora já recebeu o prêmio Destaque Tecnológico Banco do Brasil, categoria Pesquisa, em 2007; o Troféu Mulheres de Ciência – Glaci Zancan, pela Secretaria da Ciência e Tecnologia do Paraná, em 2009; e, ainda, o Prêmio Destaque Feminino da Sociedade Brasileira de Melhoramento de Plantas (SBMP), em 2019.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias