Sábado, 18 de Setembro de 2021 11:44
43 9 9937 4574
Geral Paraná

Governo entrega primeira etapa do Contorno Noroeste de Pato Branco

Intervenção rodoviária que liga a BR-158 à PR-493 é importante para o escoamento da safra e tirará o tráfego pesado do perímetro urbano da cidade, ...

09/09/2021 18h45
Por: Carlos Roberto Francisquini Fonte: Secom Paraná
© José Fernando Ogura/AEN
© José Fernando Ogura/AEN

O Sudoeste do Paraná passa a contar com uma importante alternativa logística para o escoamento da safra com a finalização da primeira parte do Contorno Noroeste de Pato Branco. Além disso, a intervenção rodoviária que liga a BR-158 à PR-493 vai tirar o tráfego pesado do perímetro urbano da cidade, equacionando os problemas de circulação.

A obra inaugurada nesta quinta-feira (09) pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior conta com 5,28 quilômetros de extensão e recebeu investimento de R$ 30 milhões por parte do Governo do Estado. O lote 2 da construção, com 13,3 quilômetros, está em fase de elaboração de projeto pela Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística.

“Essa obra vai ajudar muito em toda a infraestrutura do Sudoeste. Integra um pacote robusto de ações para Pato Branco, uma cidade que vem crescendo muito e precisa da atenção do Governo do Estado”, afirmou Ratinho Junior. “O contorno é fruto de um planejamento futuro, já pensando a Pato Branco do futuro, especialmente na questão da mobilidade”, acrescentou.

A nova conexão, explicou o governador, facilita ainda o trânsito comercial com a PRC-280, principal corredor de exportação dos municípios da divisa com Santa Catarina aos portos paranaenses – o Estado anunciou areformulação completa da viatambém nesta quinta-feira.

“O contorno leva em conta a necessidade de resolver um gargalo urbanístico e possibilita a atração de novos investimentos”, destacou Ratinho Junior.

Chefe da Casa Civil, Guto Silva explicou que a obra é parte fundamental do plano diretor municipal porque Pato Branco não consegue mais crescer no sentido de Vitorino e Mariópolis. “Pato Branco projeta um novo ciclo de desenvolvimento com esse investimento. Era um divisor natural da cidade, que deixava um lado do município manco, sem se desenvolver. Sem contar o gargalo urbano que representava, muitas vez com o motorista perdendo de 30 a 40 minutos para passar. Esse contorno é a redenção”, afirmou.

“Essa obra custeada pelo Governo do Estado é um sonho que sai do papel para ajudar o município a fortalecer as suas vocações”, completou Silva.

OBRA– O modal urbano vai interligar a BR-158 (ligação com Coronel Vivida, a sete quilômetros do primeiro viaduto urbano de Pato Branco), à PR-493 (sentido Itapejara do Oeste).

Foram 100 mil metros quadrados novos implementados em Pato Branco, que compreendem também um viaduto de concreto armado em desnível de 45 metros na BR-158, com vigas que pesam mais de 50 toneladas e têm cerca de 1,80 metro de altura; um trecho de 5,2 quilômetros em asfalto de 7,20 metros de largura com 3 metros de acostamento de cada lado, inclusive com terceira faixa; uma ponte sobre o Rio Ligeiro, também de 45 metros, cerca de um metro acima da cota máxima da cheia; e uma rotatória de 100 metros de diâmetro no ponto final, na PR-493.

Ao longo do trecho foram feitas 17 desapropriações, cercas nas áreas de agricultura, bueiros, pontilhões, canais, sarjetas e valetas para drenagem (superficial e subterrânea) e escoamento adequado das águas da chuva, além de asfalto no acesso a vias laterais municipais.

“Isso é tratar com carinho uma região produtora que faz o Paraná crescer. São obras de ponta a ponta que vão transformar o Sudoeste”, ressaltou o secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

A obra completa, contudo, prevê mais 13,3 quilômetros da rotatória até Vitorino, próximo da ponte do Rio Caçadorzinho, já com destino a Francisco Beltrão. O projeto deve ser licitado nos próximos meses e conta com mais duas pontes, um viaduto e todas as licenças ambientais autorizadas.

No novo trajeto também haverá uma rotatória, do tipo elipse, proposta para organizar o tráfego próximo à estrada municipal Irineu Bertani, que é via de acesso ao Aeroporto Juvenal Loureiro Cardoso.

O projeto original tramita no Governo do Estado desde 2013 e a maior parte da obra foi executada entre 2019 e 2020. “É um dia histórico para Pato Branco. São soluções para a sociedade de Pato Branco que eram há muito tempo aguardadas, como o Contorno Noroeste”, comentou o prefeito da cidade, Robson Cantu.

PRESENÇAS- Participaram do evento o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti; os secretários de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, e do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, João Carlos Ortega; o deputado federal Vermelho; os deputados estaduais Nelson Luersen, Paulo Litro e Luiz Fernando Guerra; e o presidente da Amsop e prefeito de Bom Sucesso do Sul, Nilson Feversani.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias