Sábado, 18 de Setembro de 2021 10:43
43 9 9937 4574
Agricultura Paraná

Governador destaca novos investimentos sustentáveis da cooperativa Coprossel no Paraná

Cooperativa de Produtores de Sementes Coprossel, em Laranjeiras do Sul, fez 30 anos. Na solenidade, foi lançada a pedra fundamental da nova fábrica...

10/09/2021 15h20 Atualizada há 1 semana
Por: Carlos Roberto Francisquini Fonte: Secom Paraná
© José Fernando Ogura/AEN
© José Fernando Ogura/AEN

O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou nesta sexta-feira (10) das comemorações de 30 anos da Cooperativa de Produtores de Sementes Coprossel, em Laranjeiras do Sul, na região central do Estado. Na solenidade, foi lançada a pedra fundamental da nova fábrica de ração para bovinos de corte e leite, com capacidade de produção de 32 mil toneladas por ano, que pode ser expandida para produzir ração para peixe. 

Também foi inaugurada uma usina fotovoltaica na Unidade de Beneficiamento de Sementes (UBS), que vai gerar energia suficiente para atender quase toda a demanda da unidade. Uma segunda planta deve ser instalada para produzir energia também para a fábrica de rações.

A iniciativa da Coprossel, destacou o governador, está alinhada a projetos do Governo do Estado para a geração de energia limpa, como o programaParaná Energia Rural Renovável(RenovaPR), que dá apoio à geração distribuída de energia elétrica a partir de fontes renováveis, como solar, biogás e biometano, em unidades produtivas rurais. Para viabilizar esses projetos, o Estado mantém uma linha de crédito com juros subsidiados, por meio doBanco do Agricultor Paranaense.

“Os pequenos agricultores paranaenses têm a mesma oportunidade que a Coprossel de instalar uma usina fotovoltaica. O Estado subsidia os juros do empréstimo para fazer projetos de energia solar para nossas granjas, aviários, para micro e pequenas cooperativas”, explicou Ratinho Junior. “Isso é planejar o futuro, promover o desenvolvimento econômico do Estado e fazer agricultura de ponta, moderna e sustentável que é exemplo para o mundo”.

“Graças a projetos como esse, o Paraná foi reconhecido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) comoexemplo mundial de sustentabilidade”, disse o governador. “Estamos na era da agroecologia industrial, com respeito ao meio ambiente e proteção às bacias hidrográficas, matas ciliares e geração de energia sustentável”.

Ratinho Junior também ressaltou o papel das cooperativas do Paraná para promover o crescimento dos pequenos produtores e a industrialização dos alimentos. “O cooperativismo é uma mola propulsora para o desenvolvimento do Paraná e é tão importante que entrou para o currículo da rede pública de ensino”, afirmou.

INVESTIMENTOS– A usina fotovoltaica da Coprossel possui 1.176 módulos de 390 Watts-pico (Wp), gerando 54,8 mil kWh de energia anualmente. Para o presidente Paulo Pinto, o investimento da unidade geradora vai além da economia de energia para a cooperativa, por meio da captação da energia solar, mas é também exemplo da Coprossel em incentivar ações de sustentabilidade. 

O secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, explicou que o caminho adotado pela Coprossel é o mesmo que o governo enxerga para o Paraná. “Nossa visão de ser sustentável é essa. É proteger as nascentes de água, recolher as embalagens de agrotóxico, ter o solo sempre coberto, guardar água e produzir a própria energia. São todos conceitos modernos que a Coprossel está fazendo”, disse.

Já a fábrica de rações deve ser concluída em março de 2022 e deve gerar 15 empregos diretos. para bovinos de corte e leite. A proposta é agregar ainda mais valor ao produto regional, gerando mais lucratividade aos cooperados e atendendo os associados que trabalham com a produção pecuária.

“Demos mais um passo para o crescimento da cooperativa, em termos de aumento de produtividade, melhoria de renda dos nossos cooperados. A industrialização agrega valor à produção”, afirmou o presidente da Coprossel, Paulo Pinto de Oliveira. “Assim, seguimos fortes na previsão de crescer cerca de 30% ao ano. Através da cooperativa, podemos levar melhoras a todos os nossos cooperados, além de melhorar a nossa produtividade”, completou.

A usina fotovoltaica da Coprossel possui 1.176 módulos de 390 Watts-pico (Wp), gerando 54,8 mil kWh de energia anualmente. Foto: José Fernando Ogura/AEN

COOPERATIVA– Sediada em Laranjeiras do Sul, a Coprossel conta com 12 unidades, localizadas nos municípios de Rio Bonito do Iguaçu, Porto Barreiro, Virmond e Nova Laranjeiras. A cooperativa foi inaugurada em 11 de setembro de 1991, com 20 sócios fundadores e seis funcionários, e conta atualmente 1.195 cooperados, a maioria pequenos produtores, e 300 colaboradores. 

Na produção de sementes, a difusão de tecnologia está presente na soja, feijão, trigo e triticale, com parceria com as principais empresas do agro. A cooperativa tem capacidade instalada de armazenamento de grãos superior a 103 mil toneladas. Com crescimento acima da média, a Coprossel faturou R$ 380 milhões no ano passado e prevê ultrapassar esse valor neste ano.

Nos últimos 10 anos, entre 2010 a 2020, a Coprossel aumentou em 251% o recebimento de grãos e aumentou seu faturamento em 798%. Nesse período, foram investidos mais de R$ 200 milhões em estruturas físicas novas e melhorias das já existentes. Com isso, ampliou seu escopo para além da produção de sementes. 

A cooperativa conta com um moinho de trigo, que produz a farinha Trigosel. Além da nova fábrica de ração que está sendo construída, ela também investe para ampliar a cadeia do leite, por meio da intercooperação com a Cooperativa dos Produtores de Leite de Virmond (Colervi) para industrializar e agregar valor ao leite tirado pelos produtores cooperados. 

A Coprossel ainda está iniciando a construção de uma loja agropecuária para atender toda a região, além de uma nova unidade de armazenamento em Virmond.

RENOVA– O RenovaPR é desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento e o Instituto de Desenvolvimento Rural-Iapar-Emater (IDR-Paraná), e foi criado para ajudar os produtores rurais de distintas cadeias produtivas na viabilidade e competitividade de seus negócios.

O programa tem o objetivo de ampliar a oferta de energia no meio rural com o uso de fontes renováveis, especialmente a solar e de biomassa, em estímulo à competitividade, sustentabilidade e eficiência dos sistemas produtivos. O Banco do Agricultor Paranaense é ferramenta indispensável para alcançar esse objetivo, com a oferta de linhas de financiamento e equalização de taxas de juros. 

O RenovaPR conta também com incentivos tributários e de aproveitamento de créditos; um cadastro público de empresas e profissionais habilitados à elaboração e execução de projetos; e a divulgação de conteúdos promocionais que estimulem a adoção de fontes de energia renovável pelos produtores, suas organizações e entidades de representação.

A iniciativa da Coprossel, destacou o governador, está alinhada a projetos do Governo do Estado para a geração de energia limpa. Foto: José Fernando Ogura/AEN

PRESENÇAS– Participaram da solenidade o chefe da Casa Civil, Guto Silva; o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; os deputados estaduais Gugu Bueno, Artagão Júnior e Paulo Litro; o diretor-presidente do IDR-Paraná, Natalino Avance de Souza; o prefeito de Laranjeiras do Sul, Beto Silva; diretores da cooperativa e outros prefeitos da região.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias