Sábado, 18 de Setembro de 2021 10:06
43 9 9937 4574
Geral Paraná

Com 303 mil novas vacinas, Estado retoma aplicação com 1ª dose; distribuição começa nesta terça

Secretário da Saúde acompanhou a chegada do novo lote com 303 mil vacinas e afirmou que municípios que tiveram de interromper o atendimento por fal...

13/09/2021 17h50 Atualizada há 4 dias
Por: Carlos Roberto Francisquini Fonte: Secom Paraná
© Américo Antonio/SESA
© Américo Antonio/SESA

O Paraná recebeu nesta segunda-feira (13) mais 303.030 vacinas contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech, todas destinas, exclusivamente, à primeira dose. O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, acompanhou a chegada do novo lote e enfatizou a importância deste envio.

“Havia uma ansiedade muito grande pela chegada dessas vacinas, principalmente porque são todas para primeira dose e possibilitarão que aqueles municípios que tiveram que interromper a vacinação por falta de imunizante, possam retomar as atividades”, afirmou.

As vacinas foram enviadas pelo governo federal em três voos e desembarcaram no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, a partir das 13h55. Os imunizantes foram enviados ao Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) onde serão conferidos e armazenados até que sejam distribuídos para as 22 Regionais de Saúde, nesta terça-feira (14).

Segundo os dados do Vacinômetro nacional, o Paraná já aplicou 11.729.836 primeiras doses (D1), sendo 7.673.102 da primeira dose; 321.649 doses únicas (DU) e 3.735.085 segundas doses (D2). Entre D1 e DU, o Estado já atingiu 91,6% da população adulta estimada em 8.720.953 pessoas com, pelo menos, uma dose. Já considerando D2 e DU, 46,5% dos paranaenses com mais de 18 anos estão completamente imunizados com a doença.

“Essas vacinas darão continuidade ao grande avanço na vacinação que temos no Paraná e pedimos, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, que os municípios sigam o Plano Nacional e o Estadual, principalmente nesta reta final, para que possamos chegar juntos e finalizar a imunização da população adulta”, afirmou o secretário de Saúde de Mangueirinha e presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná (Cosems), Ivoliciano Leonarchik.

Ele ressaltou que nos últimos dias, os municípios observaram aumento na procura da vacina por faixas etárias que já foram atendidas. “Muitas pessoas estão procurando a chamada repescagem. Alguns não acreditavam ou tinham medo da imunização e agora que estamos nos aproximando de finalizar este grupo, essas pessoas têm buscado a vacinação”, explicou.

SEGUNDA DOSE– O secretário Beto Preto enfatizou a importância da procura por D2. “Hoje temos de 3% a 5% de faltosos na segunda dose e é importante ressaltar que a segunda aplicação é tão importante quanto a primeira, porque é ela que garante a imunização contra a doença. Quem tomou a primeira dose deve ficar atento ao calendário de imunização e retornar para a segunda aplicação”, disse.

SEM ATRASO– Sobre a falta de doses para D2 observada nos outros estados, Beto Preto reafirmou que não houve atraso por parte do Ministério da Saúde e da Secretaria estadual da Saúde.

“Não há nenhum atraso de repasse de doses para D2 no Paraná. Se houver algum município com doses faltando, certamente houve a aplicação de D2 como D1 ou até mesmo aplicação em residentes de outras cidades. O Ministério da Saúde tem cumprido com os prazos e logo que as doses chegam ao Estado, já são descentralizadas para os municípios”, explicou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias