Segunda, 25 de Outubro de 2021 02:07
43 9 9937 4574
Geral Paraná

Parque Urbano de Araruna é o primeiro do novo programa ambiental do Paraná

O Parque das Araras teve investimento de R$ 1,13 milhão. Ele compreende os bairros Jardim Primavera, Jardim Araruama, Jardim Furlaneto e Jardim Aqu...

23/09/2021 17h05
Por: Carlos Roberto Francisquini Fonte: Secom Paraná
© SEDEST
© SEDEST

O Paraná ganhou nesta quinta-feira (23) o primeiro parque do programa Parques Urbanos, em Araruna, no Centro-Oeste do Estado. O Parque das Araras, com mais de 35 mil metros quadrados, deixou de ser um espaço subutilizado com problemas de erosão e se transformou em um reduto sustentável e de lazer. Ele compreende os bairros Jardim Primavera, Jardim Araruama, Jardim Furlaneto e Jardim Aquarius.

O secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), Márcio Nunes, participou da inauguração e ganhou da prefeitura um livro com a história da cidade, que já inclui o novo espaço. "Lançamos uma obra ambiental, cuidando do solo e da água e evitando que esse local se tornasse um lixão. Hoje, essa área pode ser aproveitada pela população, de crianças a idosos", destacou o secretário. 

Os moradores deram início, também nesta quinta, ao plantio de mil mudas de árvores nativas para completar a área destinada à preservação, correspondente a 85% do total. As demais áreas contam com pista de caminhada, um lago, trilha, academia ao ar livre e um playground para as crianças, entre outras estruturas.

O Parque das Araras teve investimento de R$ 1,13 milhão. Dentro do projeto, o município resolveu outro problema dos moradores, construindo uma ponte que liga o bairro Jardim Primavera ao Centro. As obras duraram pouco mais de um ano. 

"O parque tem mobilidade e oferece qualidade de vida para a população, especialmente para as crianças e idosos. É um sonho de anos que se torna realidade", afirmou o prefeito de Araruna, Leandro Oliveira.

TRANSFORMAÇÃO– Moradora de uma casa perto do Parque das Araras há anos, Maria Regina Belussi dos Santos conta que foi testemunha da transformação no quintal de casa.

"Era feio, tinha uma paisagem horrorosa e agora está maravilhoso. Eu fico feliz vendo o pessoal andando e desfrutando desse espaço", disse. Somente no Jardim Primavera, três mil pessoas serão beneficiadas com a nova estrutura.

O local abriga diversas nascentes que dão origem ao Córrego Timbó, que desagua no Córrego Rodrigues. O rio não tinha proteção e já havia sinais de desmatamento e assoreamento.

Com a instalação do parque, além do reflorestamento da área degradada, será realizado um trabalho de manutenção e cuidado das águas.

A aposentada Ana Rodrigues de Souza mora na região. Ela e as amigas agora têm um local ideal para passear. "Agora temos um parque. Eu achei muito bonito a passagem que tem sombrinhas decorando. É muito gostoso ficar perto das árvores", contou.

O Parque das Araras teve investimento de R$ 1,13 milhão. Foto: SEDEST

PARQUES URBANOS – O programa Parques Urbanos é executado pelo Instituto Água e Terra (IAT). Em todo o Estado, 45 municípios têm obras em andamento, com investimento total de cerca de R$ 46 milhões. Para obter recursos junto ao órgão ambiental, a prefeitura deve elaborar o projeto executivo, de acordo com o padrão estipulado pelo IAT, que oferece apoio técnico aos municípios. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias