Quarta, 19 de Junho de 2024
12°C 29°C
Cambará, PR
Publicidade

Com foco em cuidados paliativos, Saúde promove 13° encontro do PlanificaSUS

O evento reúne em Curitiba cerca de 100 profissionais das 22 Regionais de Saúde que posteriormente irão replicar o desenvolvimento de competências...

11/06/2024 às 15h47
Por: Carlos Roberto Francisquini Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: SESA
Foto: SESA

Com objetivo de fortalecer a Atenção Primária à Saúde (APS) e a Atenção Ambulatorial Especializada (AAE) com foco nos cuidados paliativos, a secretaria estadual da Saúde (Sesa) promove a partir desta terça-feira (11) a 13ª edição do encontro de formação de tutores regionais do PlanificaSUS.

O evento reúne cerca de 100 profissionais das 22 Regionais de Saúde que posteriormente irão replicar o desenvolvimento de competências e habilidades para trabalhadores de 843 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e 36 ambulatórios que fazem parte do processo de planificação da atenção à saúde. A oficina acontece no Hotel Mabu em Curitiba e segue até esta quinta-feira (13).

Nesses esses três dias, especialistas vão abordar a temática do cuidado paliativo a partir das linhas de cuidado prioritárias da Sesa , que são as da Saúde da Pessoa Idosa, Materno Infantil, Saúde Mental e Doenças Crônicas (usuários com hipertensão arterial sistêmica ou diabetes mellitus) diante da importância da temática.

“O encontro é uma grande oportunidade de reiterar o reforço e a nossa crença no PlanificaSUS, que é uma política pública que está revolucionando a saúde pública do nosso Estado”, disse o secretário de Estado da Saúde Cesar Neves.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), os cuidados paliativos consistem na assistência promovida por uma equipe multidisciplinar que objetiva a melhoria da qualidade de vida do paciente e seus familiares diante de uma doença que ameace a vida.

“O Paraná investe na qualificação de tutores que vão replicar os conhecimentos de forma científica e, principalmente humanitária, na construção do Plano Estadual de Cuidados Paliativos, e o encontro será de muito enriquecimento para efetivar esta ação”, acrescentou Neves.

O foco desta etapa da Planificação é trazer ferramentas para identificar as pessoas elegíveis ao cuidado paliativo e programar um atendimento de acordo com as necessidades no território e, posteriormente, avançar para outros pontos da rede.

“O PlanificaSUS nos permite sensibilizar e capacitar todos os nossos tutores para que possam compreender a temática e ajudar na organização e implantação de uma política estadual de cuidado paliativo”, explicou a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa, Maria Goretti David Lopes. “Essa é uma área em que precisamos avançar e estamos nos preparando para que esse avanço seja de forma consecutiva, efetiva para que possamos cuidar de todos”, afirmou.

O enfermeiro e professor da Universidade Federal de São João Del Rey (UFSJ), de Minas Gerais, palestrante convidado Alexandre Ernesto Silva, explica que, além de promover maior cuidado aos usuários do Sistema Único de Sáude (SUS), é importante identificar onde essas pessoas estão para alocar o recurso financeiro de forma assertiva.

“A partir do momento em que identificamos um número de pessoas específicas que sofrem com uma condição ameaçadora de vida e eu não aloco o recurso para esse tratamento, corremos o risco de investir o recurso financeiro de forma equivocada. É importante perceber e conhecer tecnicamente qual a necessidade de cada território para empregar o recurso corretamente em toda Rede de Atenção à Saúde”, ressaltou Silva.

PLANIFICASUS– O Paraná aderiu à estratégia PlanificaSUS em 2019 e a implementou inicialmente na 4ª Região de Saúde de Irati, no Centro-Sul. Em 2021, foi o primeiro Estado a expandir a metodologia para todas as suas regiões. O PlanificaSUS Paraná possibilita reorganizar os processos de trabalho das equipes das Unidades de Saúde e dos ambulatórios vinculados a essa estratégia, com o objetivo de melhorar o cuidado às pessoas usuárias do SUS ao promover o acolhimento.

Os encontros com os tutores regionais são desenvolvidos com a metodologia de Planificação da Atenção à Saúde, proposta pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), em parceria com o Ministério da Saúde e o Hospital Israelita Albert Einstein (SP).

Em todo Paraná cerca de 8 mil profissionais de saúde, entre os das UBS, gestores, tutores dos municípios e regionais estão envolvidos na estratégia em todo Paraná.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Lenium - Criar site de notícias