Segunda, 22 de Julho de 2024
12°C 28°C
Cambará, PR
Publicidade

Museu Paranaense promove oficina e conversas sobre corpo, música e arquitetura

Os convidados para as atividades são Guilherme Wisnik, José Wisnik e Francisco Fanucci. Veja os detalhes dos eventos com datas, horários e demais ...

05/07/2024 às 17h51
Por: Carlos Roberto Francisquini Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Como parte da programação da segunda edição do Programa Público, o Museu Paranaense (MUPA) promove a partir da próxima sexta-feira (12) a oficina “O corpo e a cadeira”, a mesa de conversa “Arquitetura e corpo” e a conversa com música “Arquitetura musical”. Os convidados para as atividades são Guilherme Wisnik, José Wisnik e Francisco Fanucci. Veja os detalhes dos eventos com datas, horários e demais informações.

OFICINA– De sexta (12) a domingo (14), Francisco Fanucci coordena a oficina “O corpo e a cadeira”. Na sexta, o horário será das 14h às 18h; no sábado inicia mais cedo, das 10h às 14h; já no domingo será das 14h às 17h. A atividade terá 20 vagas, com entrada gratuita. Inscrições podem ser feitas AQUI .

A oficina, pensada especialmente para arquitetos, designers e estudantes dessas áreas, visa desenvolver a ideia de que o mobiliário de sentar pode representar e dizer muito sobre a cultura e os costumes de cada lugar, de cada tempo, visto que cada peça faz suposições corporais específicas que se relacionam com um contexto mais amplo.

No presente, a partir de múltiplos avanços tecnológicos, a automação crescente e o desenvolvimento das áreas de TI e IA, vive-se um processo de transformações profundas nas posturas corporais. Essas mudanças podem ser observadas no trabalho, em casa, na rua, na cidade ou no campo, ou seja, em toda parte. Isso contribui com um universo de possibilidades nas diversas atividades da vida. É justamente esse universo que a oficina irá explorar.

Disposta ao longo de três dias, a oficina terá início com uma breve exposição a partir de uma palestra e conversa sobre o tema. Na sequência, durante as atividades práticas, o público será convidado a imaginar um objeto de sentar. A partir disso, poderá fazer projetos, maquetes, desenhos técnicos ou livres, sempre envolvendo o mobiliário e os modos de sentar do corpo humano.

MESA DE CONVERSA– No sábado (13), às 16h, Francisco Fanucci e Guilherme Wisnik organizam a mesa de conversa “Arquitetura e corpo”. A mesa traz o conceito de que a arquitetura é o corpo no espaço. Se em tempos antigos, tais como a Antiguidade e o Renascimento, os edifícios eram pensados muitas vezes segundo referências antropomórficas (cabeça, tronco e base), hoje o corpo não é metáfora para a arquitetura, e sim elemento ativo na sua significação por meio do movimento. A conversa explora essas mudanças, incidindo não apenas sobre a edificação, mas também sobre o design de mobiliário e exposições.

CONVERSA MUSICAL– Para fechar o fim de semana, o MUPA terá o evento “Arquitetura musical”, com Guilherme Wisnik e José Miguel Wisnik, que ocorre no domingo (14), às 11h.

O evento será uma conversa musical sobre as relações entre a arquitetura e a música popular brasileira, focalizando a confluência entre Brasília e a Bossa Nova. Entremeando ideias e canções de maneira informal, o encontro converge para a canção "Drão", de Gilberto Gil, na qual o compositor dá uma poderosa definição de arquitetura, identificada à relação amorosa: "O verdadeiro amor é vão / Estende-se infinito / Imenso monolito / Nossa arquitetura".

OS PARTICIPANTES- Guilherme Wisnik é professor livre-docente na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, instituição na qual é vice-diretor. É autor de livros como Lucio Costa (Cosac Naify, 2001), Estado crítico: à deriva nas cidades (Publifolha, 2009), Espaço em obra: cidade, arte, arquitetura (Edições Sesc SP, 2018), Dentro do nevoeiro: arte, arquitetura e tecnologia contemporâneas (Ubu, 2018) e Lançar mundos no mundo: Caetano Veloso e o Brasil (Fósforo, 2022). Recebeu o prêmio “Destaque 2018” da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA), em 2019. Foi o curador-geral da 10ª Bienal de Arquitetura de São Paulo (Instituto de Arquitetos do Brasil, 2013), e do Pavilhão do Brasil na Expo 2020, em Dubai (2021).

Francisco Fanucci é rquiteto formado pela FAU/USP, em 1977. Fundou, juntamente com Marcelo Carvalho Ferraz e Marcelo Suzuki, o escritório Brasil Arquitetura, em 1978. Com os mesmos sócios, fundou também a oficina de design Baraúna, em 1980. É professor de Projeto na Escola da Cidade desde sua fundação em 2002.

José Miguel Wisnik é pianista, compositor, ensaísta e professor aposentado da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). Tem experiência na área de Letras/Literatura Brasileira, com ênfase em Modernismo, atuando principalmente nos seguintes temas: Heitor Villa-Lobos; Modernismo Brasileiro; Semana de Arte Moderna; Música e Literatura; e Música – História da Linguagem. Seus livros incluem: O som e o sentido – uma outra história das músicas (1989), Veneno-remédio – o futebol e o Brasil (2008) e Maquinação do mundo – Drummond e a mineração (2018), todos editados pela Companhia das Letras.

Serviço:

Oficina “O corpo e a cadeira” – A atividade terá 20 vagas e será gratuita. Inscrições AQUI .

Conversa com música “Arquitetura musical” – Domingo (14), às 11h.

Mesa de conversa “Arquitetura e corpo” – Sábado (13), às 16h.

Mais informações de toda a agenda do Programa Público do MUPA podem ser conferidas AQUI ou acessando o Instagram oficial do museu:@museuparanaense.

Museu Paranaense - Rua Kellers, 289, São Francisco – Curitiba

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Lenium - Criar site de notícias