CNSG 2020 TOPO
CBD 2020
SICREDI TOPO
sicredi 03
PROTESTO

PREFEITO PROMOVE CARREATA EM ÉPOCA DE QUARENTENA E INTERNET NÃO PERDOA

Internautas não pouparam de críticas o prefeito José Salim Haggi Neto pela carreata e cobram medidas mais claras e objetivas para quando o vírus chegar

24/03/2020 18h54Atualizado há 6 dias
Por: Carlos Roberto Francisquini
Fonte: C.Roberto Francisquini
Prefeito de Cambará, José Salim Haggi Neto, realiza carreata e divide opinião
Prefeito de Cambará, José Salim Haggi Neto, realiza carreata e divide opinião

Há quem concorde com a atitude do prefeito de Cambará,  José Salim Haggi Neto (MDB) de promover uma carreata pelas ruas da cidade para promover a divulgação das medidas preventivas  contra o coronavírus na cidade. Mas há também uma ala que repudia o desfile realizado pelo prefeito, classificando de exagero desnecessário num momento em que se pedia reclusão e quarentena.

 

A comitiva do prefeito percorreu os bairros da cidade despertando atenção por onde passou, atraindo para a rua pessoas que deveriam estar dentro de casa, reclusas para evitar a propagação do covid-19, que até o final desta reportagem já havia vitimado mais de 40 pessoas no País e, que praticamente paralisou o comércio e a indústria brasileira.

Aos olhos do povo mais cético de Cambará, o prefeito pecou. Ele abriu uma brecha a dúvida sobre qual a real motivação da carreata. Para muitos internautas, Neto quis chamar atenção para si, uma espécie de publicidade particular em momentos de comoção social. Tudo pago com o dinheiro do contribuinte, é claro. O Prefeito simplesmente ignorou  o próprio decreto que ele mesmo assinou para as pessoas ficassem em casa para evitar que o vírus se propagasse na cidade.

O circo publicitário que cercou a carreata, “tudo com as melhores  das intenções”, despertou a ira na comunidade. Houve quem sugerisse que se “interditasse o prefeito”. Outros se questionaram – “ué, não era para ficar em casa?”.

Questionado, o Prefeito respondeu a nossa reportagem por aplicativo de whatsapp, e disse que este é um serviço de utilidade pública. “Faz parte do trabalho", escreveu o prefeito, "a própria comunidade estava cobrando essa ação, além disto,  tem muita  gente apoiando”, frisou.

No centro deste imbróglio, uma voz sensata chama atenção. Uma internauta quer saber o que  o Prefeito e o Secretário de Saúde pretendem fazer quando o vírus chegar? “Eu estou preocupada, não sei qual a estrutura da secretaria da saúde pra essa situação", escreveu.  Alguém poderia deixar mais claro isso?”, questiona.

Com a palavra, as nossas autoridades.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.