Domingo, 27 de Setembro de 2020 16:30
43 9 9937 4574
NOTÍCIAS SEGURANÇA!

ESTADO VAI AMPLIAR AÇÕES INTEGRADAS COM A POLÍCIA FEDERAL

Convênio com a PF vai permitir o uso conjunto dos aviões e helicópteros do Estado durante as operações

09/09/2020 14h31 Atualizada há 3 semanas
Por: Nathália Bonhole Fonte: AEN
Acordo estabelece ainda cooperação técnica, com troca de informações relacionadas aos serviços de inteligência das forças de segurança que atuam no Paraná
Acordo estabelece ainda cooperação técnica, com troca de informações relacionadas aos serviços de inteligência das forças de segurança que atuam no Paraná

 

O Governo do Paraná vai ampliar as ações integradas com a Polícia Federal (PF), especialmente em relação ao monitoramento das fronteiras com o Paraguai e a Argentina. Entre as iniciativas, está prevista a formalização de um convênio nos próximos dias permitindo o uso conjunto dos aviões e helicópteros do Estado durante as operações. Atualmente, a frota estadual conta com quatro aeronaves.

O acordo foi estabelecido nesta quarta-feira (09) durante reunião no Palácio Iguaçu entre o governador Carlos Massa Ratinho Junior e o superintendente regional da PF no Paraná, Omar Gabriel Haj Mussi.

“Essa aproximação busca ampliar a segurança dentro do Estado e combater o crime organizado de uma maneira mais efetiva. Segurança não se faz sozinha. É preciso união por um mesmo objetivo, que é o de diminuir o crime”, destacou Ratinho Junior.

Haj Mussi lembrou que o convênio estabelece ainda cooperação técnica, com troca de informações relacionadas aos serviços de inteligência das forças de segurança.

“A Polícia Federal tem necessidade de horas de voo para aumentar a capacidade de monitoramento, e o Estado se colocou à disposição para colaborar com as aeronaves”, explicou o superintendente.

“Seriam operações e atividades ligadas ao fortalecimento no combate ao narcotráfico”, acrescentou.

APRESENTAÇÃO – O encontro serviu ainda como apresentação da nova cúpula da PF no Paraná. Haj Mussi assumiu a superintendência do órgão em junho, em substituição a Luciano Flores. Antes, ele exercia a função de corregedor-geral da Polícia Federal.

Além dele, participaram da reunião o superintendente adjunto da PF no Paraná, Roberto Mello Milaneze, e o delegado regional de investigação e combate ao crime organizado da PF, Mozart Percson Fuchs.

“Foi uma conversa bastante proveitosa com o governador. A ideia tanto de um lado quanto de outro é sempre fazer com que a parceria cresça, em nome da segurança pública”, disse Haj Mussi.

“Ele assumiu o cargo há pouco tempo e veio mostrar ao governador como pretende trabalhar”, pontuou o tenente-coronel Welby Pereira Sales, chefe da Casa Militar do Governo do Estado.

RECEITA FEDERAL – O acordo complementa uma outra ação estabelecida pelo Governo do Paraná recentemente. Em agosto, a Secretaria de Estado da Segurança Pública assinou um Acordo de Cooperação Técnica, Científica e Operacional com a Receita Federal no Estado.

A medida busca ampliar as ações integradas de combate a crimes tributários, em especial o contrabando, a pirataria e demais atos ilícitos ao patrimônio e o tráfico de drogas.

O termo permite que a secretaria e a Receita Federal possam acessar os sistemas de videomonitoramento das instituições (License Plat Recognition – LPR, da secretaria, e Sistema de Vigilância Aduaneira – Sivana, da Receita Federal).

Pelo acordo, as instituições ainda se comprometem a compartilhar informações de interesse mútuo no que diz respeito à redução da criminalidade no Paraná. Com isso, o termo prevê maior celeridade e melhor coordenação e integração dos serviços prestados por parte da secretaria e também pela Receita Federal.

PRESENÇA – Participou também da reunião o diretor-geral do Detran-PR, Wagner Mesquita.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias