Quinta, 22 de Outubro de 2020 17:30
43 9 9937 4574
AGRORURAL MULHERES DO AGRO!!

3º PRÊMIO MULHERES DO AGRO ANUNCIA FINALISTAS

Produtoras rurais que se destacam por iniciativas sustentáveis serão reconhecidas pela excelência na gestão no dia 27 de outubro, durante a 5ª edição do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio

16/10/2020 16h48 Atualizada há 3 dias
Por: Nathália Bonhole Fonte: Manoela Machado
Esta edição da premiação ultrapassou a marca de 200 inscrições e, desde que foi criada, em 2018, mais de 550 produtoras contaram sua história por meio da iniciativa
Esta edição da premiação ultrapassou a marca de 200 inscrições e, desde que foi criada, em 2018, mais de 550 produtoras contaram sua história por meio da iniciativa
 
Sustentabilidade e transformação digital: estas foram as principais diretrizes para as nove produtoras finalistas do 3º Prêmio Mulheres do Agro. Com destaques para as regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul, as empreendedoras rurais que se classificaram nos três primeiros lugares da ediçãoforam protagonistas por suas gestões inovadoras que vão desde pecuária, avicultura e suinocultura, a grãos de soja, milho, trigo, café e eucalipto.

Idealizada pela Bayer, em parceria com a Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG), a iniciativa reconhece a atuação feminina em três categorias - pequena, média e grande propriedade - e valoriza as boas práticas agropecuárias e a gestão sustentável com foco nos pilares econômico, social e ambiental.
"Entre os cases inscritos, os que mais chamam a atenção foram aqueles que se destacam por fazer uso racional de recursos naturais, aumento da eficiência da produção com gestão inovadora, projetos que permitam o desenvolvimento social da comunidade ou de colaboradores da propriedade, bem-estar animal e valorização do capital humano", explica Gislaine Balbinot, gerente de Comunicação da Abag.

Neste contexto, os nomes escolhidos para a fase final da 3ª edição do Prêmio Mulheres do Agro foram: Tatiele Dalfior Ferreira (Governador Lindenberg, Espírito Santo); Simoni Tessaro Niehues (Serranópolis do Iguaçu, Paraná); Mara Motter (Três Arroios,Rio Grande do Sul); Clarisse Liana Weber Volski (Pitanga, Paraná); Kamila Laida Guimaraes Aguiar (Rio Verde, Goiás); Michelle Rabelo de Morais (Pato de Minas, Minas Gerais); Flávia Montans (Rio Verde, Goiás); Simone Felisbino (Rio Verde, Goiás); Luciana Dalmagro (Batatais, São Paulo).

A premiação será realizada no dia 27 de outubro, às 11h14, durante a 5ª edição do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio . Este ano, o evento terá formato digital.

3ª edição do Prêmio Mulheres do Agro

Esta edição da premiação ultrapassou a marca de 200 inscrições e, desde que foi criada, em 2018, mais de 550 produtoras contaram sua história por meio da iniciativa. De lá para cá, o Prêmio Mulheres do Agro já reconheceu o trabalho de 18 agricultoras e pecuaristas de várias regiões do Brasil.

"Entre as inscrições válidas, nós tivemos um aumento de 61% em relação a 2019. Este número, sem dúvida, se deve a um trabalho realizado, não só pela Bayer e a Abag, mas por nossas Embaixadoras do Prêmio Mulheres do Agro. Nesta edição, ganhamos um reforço de um grupo de produtoras que se destacam por suas trajetórias e boas práticas agrícolas: Sônia Bonato (GO), Carla Rossato (PR), Dulce Ciochetta (MT), Cristiane Steinmetz (GO), Geni Schenkell (MT) e Luciane Rheinheimer (RS). Durante toda a fase de inscrições, estas mulheres incentivaram outras agropecuaristas a se inscreverem na premiação", finaliza Francila Calica, gerente de Comunicação Corporativa da Bayer.

Para saber mais, acesse: www.premiomulheresdoagro.com.br.

Sobre o Prêmio Mulheres do Agro

O Prêmio Mulheres do Agro é uma iniciativa idealizada, em 2018, pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) e pela Bayer, para valorizar a importância do trabalho realizado pelas produtoras rurais, incentivando cada vez mais a gestão inovadora de mulheres no setor. O prêmio tem como tema Gestão Inovadora e reconhece empreendedoras rurais de pequenas, médias e grandes propriedades que seguem boas práticas agropecuárias e gestão sustentável com foco nos pilares econômico, social e ambiental como: uso racional de recursos naturais, aumento da eficiência da produção com gestão inovadora, projetos que permitam o desenvolvimento social da comunidade ou colaboradores da propriedade, bem-estar animal e valorização do capital humano.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias