Quinta, 28 de Janeiro de 2021 12:18
43 9 9937 4574
NOTÍCIAS MURALHA DIGITAL!

NOVO CENTRO DE CONTROLE EM CURITIBA CONTRIBUI COM MONITORAMENTO DO ESTADO

Mais de mil câmeras compõem o sistema voltado à gestão do trânsito, da segurança pública e de eventos climáticos

05/01/2021 14h53 Atualizada há 3 semanas
Por: Nathália Bonhole Fonte: AEN
Unidade vai contribuir com o monitoramento feito pelo Centro Integrado de Comando e Controle, do Governo do Estado. Acordo para compartilhamento de dados foi firmado no ano passado
Unidade vai contribuir com o monitoramento feito pelo Centro Integrado de Comando e Controle, do Governo do Estado. Acordo para compartilhamento de dados foi firmado no ano passado

 

O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou nesta terça-feira (5) da inauguração do Centro de Controle da Muralha Digital, projeto da prefeitura de Curitiba voltado à gestão do trânsito, da segurança pública e também dos eventos climáticos que atingem a Capital. As mais de mil câmeras que compõem o sistema também vão contribuir com o monitoramento feito pelo Centro Integrado de Comando e Controle (CICCR), do Governo do Estado.

Em agosto do ano passado, a Secretaria de Estado da Segurança Pública firmou um acordo de cooperação técnica com a prefeitura para o compartilhamento de dados e utilização das câmeras de monitoramento. Convênios como este já foram adotados junto a outras 28 cidades, permitindo o controle e prevenção de crimes em todo o Estado, inclusive nas áreas de fronteira.

Ratinho Junior afirmou que a tendência é que esta integração esteja presente em mais municípios paranaenses.

“É uma parceria importante, estratégica para o Paraná e para Curitiba. O projeto usa o que há de mais avançado em termos tecnológicos e ampara com imagens e dados as forças de segurança que cumprem seu trabalho de proteger os cidadãos e coibir a criminalidade”, afirmou. 

“O Governo do Estado terá recursos do Ministério da Justiça para expandir esse sistema de monitoramento e inteligência para a Região Metropolitana de Curitiba, Londrina e Foz do Iguaçu”, disse.

“Hoje, segurança pública se faz de duas maneiras no mundo todo: presença física do policial nas ruas, garantindo a segurança da população, e tecnologia, que vem para reforçar e otimizar o trabalho desses policiais”, ressaltou o governador.

CENTRO INTEGRADO – Criado em 2014, para dar suporte técnico para a Copa do Mundo, o CICCR conta com profissionais da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Departamento Penitenciário e pelas Guardas Municipais das cidades parceiras. O centro representa, em âmbito estadual, o que a Muralha Digital faz em Curitiba.

“A tecnologia nos ajuda muito no dia a dia, pois permite alcançar informações que presencialmente os agentes de segurança não conseguem ter acesso, como o mapeamento dos lugares com os maiores índices de criminalidade”, explicou Romulo Marinho Soares, o secretário estadual da Segurança Pública.

“Esta tecnologia da Muralha Digital é espelhada com o nosso Centro de Comando e Controle, e com os convênios que já firmamos com 29 municípios, a ideia é colocar esses sistemas de câmeras onde os policiais não podem estar presentes”, afirmou.

MODERNIDADE - Para o prefeito Rafael Greca, o projeto municipal atualiza para a modernidade o que as antigas muralhas de pedra faziam para os moradores das cidades medievais: mais segurança e garantias para os cidadãos.

“A Muralha Digital é a contribuição de Curitiba para a segurança da Região Metropolitana e do Estado. É um instrumento de defesa social com 1.742 câmeras em 181 locais de inspeção e representa o que há de mais moderno em segurança pública”, disse.

MURALHA DIGITAL – Parceria entre a Prefeitura de Curitiba e o Instituto Cidades Inteligentes (ICI), o projeto consiste em sistemas avançados de tecnologia da informação para a análise de imagens com câmeras inteligentes de alta resolução com reconhecimento facial, de placas de veículos, panorâmicas e térmicas. O videomonitoramento ajuda a aprimorar a gestão do trânsito, do transporte coletivo, a segurança preventiva, a defesa civil, a assistência social.

Na primeira fase da Muralha Digital foram instaladas 488 câmeras em locais estratégicos de Curitiba, incluindo as 185 escolas municipais, as Ruas da Cidadania, Rodoferroviária, Largo da Ordem, praças e cemitérios. A escolha dos locais levou em consideração os índices de criminalidade. Todo o sistema também está integrado com os radares de trânsito e com as câmeras de alta qualidade da iniciativa privada.

As imagens e informações são acessadas em tempo real no Centro de Operações da Muralha Digital, instalado na sede do ICI, localizada no bairro Cabral. No local, equipes da Guarda Municipal, da Superintendência de Trânsito (Setran) e da Defesa Civil fazem o monitoramento 24 horas por dia, sete por semana. Todo o processo é integrado com os agentes da Guarda Municipal que estão na rua e podem ser acionados a partir do local.

O investimento total no projeto será de R$ 28 milhões, que vai incluir ainda outras duas fases.

“As câmeras de última geração monitoram os principais pontos da cidade e auxiliam as forças de segurança a poderem agir em caso de necessidade, trazendo mais agilidade à Guarda Municipal, Defesa Civil e os agentes de trânsito”, destacou Alexandre Jarschel de Oliveira, o secretário municipal de Administração, Gestão de Pessoal e Tecnologia de Informação.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o chefe da Casa Civil, Guto Silva; o procurador-geral de Justiça do Paraná, Gilberto Giacoia; o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel; o comandante-geral da Polícia Militar do Paraná, coronel Péricles de Matos; o subcomandante-geral da PM, coronel Hudson Leôncio Teixeira; o diretor da Guarda Municipal de Curitiba, Carlos Celso dos Santos Junior; o presidente do ICI, Fabrício Zanini; secretários municipais e vereadores.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias