Quarta, 27 de Janeiro de 2021 00:25
43 9 9937 4574
PARANÁ Educação

PROGRAMA ESCOLA BONITA AVANÇA MESMO COM A PANDEMIA

Das 2,1 mil escolas estaduais, 43% já usaram os R$ 20 milhões repassados no início do ano para a revitalização da estrutura

26/06/2020 16h35
Por: Nathália Bonhole Fonte: AEN
O prazo das obras foi prorrogado por causa da pandemia, mas algumas unidades deram continuidade aos trabalhos
O prazo das obras foi prorrogado por causa da pandemia, mas algumas unidades deram continuidade aos trabalhos

Das 2,1 mil escolas estaduais do Paraná, 43% já usaram os R$ 20 milhões repassados pela Fundepar no início do ano para a revitalização da infraestrutura escolar. A ação faz parte do programa Escola Bonita, da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte.

O Escola Bonita foi lançado neste ano como parte do Minha Escola Sempre Nova, programa estadual de investimentos para aquisição de equipamentos, mobiliários e utensílios para as unidades da rede estadual.

A verba é usada para pequenos reparos na estrutura física das escolas, pintura, melhorias nos espaços comuns, como bibliotecas, laboratórios, quadras esportivas e pátios, além de serviços de jardinagem e limpezas especializadas.

O diretor do Colégio Estadual Barão de Capanema, de Prudentópolis, João Márcio Lulek, disse que a verba veio em um momento de necessidade.

“Nosso colégio é histórico. Precisávamos fazer uma reestruturação grande, e a verba do Escola Bonita foi muito importante para darmos início a essa revitalização”.

No Norte do Estado, a chefe do Núcleo Regional de Educação de Londrina, Jessica Pierri, destaca que na região muitas escolas fizeram as revitalizações e as mudanças já são visíveis.

“Mais de 55% das escolas foram revitalizadas em nosso núcleo, o que é ótimo, pois mesmo em pandemia conseguimos um resultado positivo”, comemora.

IMPACTO DA PANDEMIA - Devido à pandemia da Covid-19, todas as obras de revitalização que deveriam ser feitas até junho tiveram prazo o prorrogado até outubro deste ano. Algumas escolas, no entanto, se anteciparam e assim que suspenderam as aulas, em 20 de março, aproveitaram para fazer as reformas.

É o caso do Colégio Estadual Doutor Arnaldo Busato, de Foz do Iguaçu, no Oeste. A diretora Cristiane Heinz Fontinatt conta que, assim que recebeu a verba da Fundepar, ela e sua equipe entraram em ação e fizeram as revitalizações necessárias.

“A nossa escola ficou muito bonita e quando os pais vêm retirar kit de merenda ou material impresso, eles elogiam as mudanças feitas em nossa estrutura”.

AMBIENTE MOTIVADOR - O secretário estadual da Educação e do Esporte, Renato Feder, destaca que o projeto Escola Bonita tem como objetivo garantir um ambiente físico adequado e agradável aos estudantes e profissionais, de acordo com a necessidade de cada unidade. Por isso, os diretores têm autonomia para decidir em qual área o dinheiro será investido.

“Queremos que os alunos e os profissionais da educação se sintam acolhidos, sintam que o ambiente é propício para a aprendizagem e também para o convívio da comunidade escolar. As escolas são ambientes de crescimento e bem-estar e devem proporcionar isso”, explica Feder.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias