Quinta, 06 de Agosto de 2020 17:52
43 9 9937 4574
NOTÍCIAS EDUCAÇÃO

PROFESSORES FAZEM TUTORIA COM ALUNOS DAS ILHAS DO LITORAL

Com TV aberta, ferramentas on-line e materiais impressos, o Aula Paraná está chegando aos estudantes da Escola do Campo Ilha do Teixeira (sede) e da sua segunda unidade educacional, na Ilha Eufrasina (subsede)

21/07/2020 15h14 Atualizada há 2 semanas
Por: Nathália Bonhole Fonte: AEN
“Por meio dos meetings, os professores conseguem oferecer um atendimento pedagógico aos alunos e tirar suas dúvidas”, afirma Miriam.
“Por meio dos meetings, os professores conseguem oferecer um atendimento pedagógico aos alunos e tirar suas dúvidas”, afirma Miriam.

Mesmo com o avanço da Covid-19, os alunos das regiões mais remotas nas ilhas no litoral no Paraná não ficaram sem acesso à educação. Com TV aberta, ferramentas on-line e materiais impressos, o Aula Paraná está chegando aos estudantes da Escola do Campo Ilha do Teixeira (sede) e da sua segunda unidade educacional, na Ilha Eufrasina (subsede).

Com o sinal limitado nas áreas mais remotas das ilhas, os professores adotaram medidas diferentes para incluir os estudantes: tutorias pedagógicas por meio de meetings, feitas no mesmo dia da retirada dos kits de merenda. Ao todo, 38 alunos recebem o material impresso e se encontram virtualmente com seus professores pela ferramenta, usando os computadores da escola.

PROFESSORES COM OS ALUNOS NAS ILHAS - No dia da entrega da merenda e do material impresso, os professores que estão no continente e não podem ir até a escola das ilhas fazem uma chamada via Meet. 

Usando os computadores das próprias escolas, os alunos podem conversar com seus professores, tirar suas dúvidas, ser orientados nos conteúdos e receber atendimento pedagógico. Tudo isso, respeitando as normas de segurança e evitando aglomerações.

A diretora da escola e da segunda unidade, Miriam Kovalski Raiffer, conta que existe uma limitação ao movimento de pessoas vindas de fora das ilhas. Por isso, muitos professores acabam por não poderem ir à escola no dia da entrega dos kits de merenda.

“Para evitar maiores contágios em uma ilha tão pequena e com pouca estrutura, só alguns professores são permitidos de entrar na ilha”, diz Miriam.

“Por meio dos meetings, os professores conseguem oferecer um atendimento pedagógico aos alunos e tirar suas dúvidas”, afirma Miriam.

Ela explica que, caso o aluno tenha alguma dúvida ao longo da semana, pode entrar em contato com o professor e pedir uma orientação.

A Escola do Campo da Ilha Teixeira tem 12 alunos, e a segunda unidade - na ilha de Eufrasina - tem 26 alunos. Ao todo, elas oferecem educação aos filhos das 22 famílias moradoras das ilhas.

TUTORIA PEDAGÓGICA - Por meio do material impresso e dos meetings feitos no dia da retirada do kits de merenda, a equipe das escolas realiza a tutoria pedagógica.

No entanto, a busca ativa dos alunos por meio do celular faz parte do trabalho da equipe pedagógica. O secretário das escolas Luis Eduardo Querino conta que uma das funções dele é entrar em contato com as famílias, tirar dúvidas sobre o aplicativo e lembrar-lhes a data de retirada da merenda e do material impresso.

“Trabalho principalmente na assistência e auxiliando os alunos com os aplicativos e ferramentas on-line”, diz.

“Devido à dificuldade de acesso e à falta de cobertura, é comum que alguns alunos fiquem sem acesso à TV ou ao aplicativo. Nosso trabalho é ligar para eles, se necessário ir até suas casas e ajudá-los na continuidade dos seus estudos”, afirma o secretário.

A diretora Miram afirma que, graças ao trabalho contínuo e persistente com os alunos e suas famílias, hoje 100% dos alunos são atendidos e recebem as tutorias pedagógicas.

“Temos uma grande diversidade de alunos em nossas duas escolas, mas graças ao nosso trabalho estamos conseguindo identificar as limitações de cada aluno e incluí-los no Aula Paraná”.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias