Quinta, 06 de Agosto de 2020 17:54
43 9 9937 4574
PARANÁ PODCAST

Governo do Paraná amplia parceria com o governo federal para leitos de UTI

O ministro Eduardo Pazuello disse que as medidas adotadas no Paraná estão amparadas por critérios técnicos e mantiveram o Estado dentro de uma evolução controlada

24/07/2020 14h35 Atualizada há 2 semanas
Por: Carlos Roberto Francisquini Fonte: Wyllian Soppa
General Eduardo Pazuello, Ministro da Saúde. Foto: José Dias
General Eduardo Pazuello, Ministro da Saúde. Foto: José Dias

O Ministério da Saúde garantiu, nesta quinta-feira, que vai ampliar as parcerias com o Governo do Paraná. Também serão atendidas várias demandas encaminhadas para a União pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior. As ações visam reforçar o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus no Estado. Depois de se reunir com Ratinho Junior, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o ministro interino Eduardo Pazuello assegurou a renovação da habilitação de 438 leitos de UTI e 35 UTIs pediátricas que estão sendo utilizados pelos hospitais paranaenses em todas as regiões.

Ele também se comprometeu a enviar para o Paraná medicamentos anestésicos para intubação dos pacientes em tratamento intensivo por causa da Covid-19. Outro compromisso é atender, nos próximos meses, um pedido de habilitação de mais 303 leitos de tratamento avançado. No encontro com o ministro, a equipe de governo solicitou mais 150 ventiladores e 150 monitores para ampliar o atendimento nos hospitais públicos, privados e filantrópicos que fazem parte da estratégia de enfrentamento contra a pandemia, e a contratação de mais 217 médicos para municípios paranaenses a partir das vagas remanescentes do edital de seleção do programa Mais Médicos. Segundo o governador, esta foi uma oportunidade de apresentar detalhes das ações que vêm sendo tomadas ao longo dos últimos 130 dias.

 

Ele também disse que o Estado vem mantendo o equilíbrio na resposta da pandemia e tem se destacado em alguns aspectos, como a transparência nas contas públicas, a compra de equipamentos por preços inferiores aos praticados nos outros estados e a testagem estratégica da população. O ministro Eduardo Pazuello disse que as medidas adotadas no Paraná estão amparadas por critérios técnicos e mantiveram o Estado dentro de uma evolução controlada.// Apesar do crescimento de casos e óbitos registrado nos últimos dias, o Estado mantém taxas de incidência de casos e de óbitos por 100 mil habitantes em patamar estável e baixo em relação aos demais estados. Pazuello destacou, ainda, que o objetivo principal da visita foi trocar informações relevantes sobre esse enfrentamento e ajudar os estados, além de se solidarizar com as famílias dos paranaenses que perderam a vida e homenagear os profissionais da saúde. Ele também garantiu que o Ministério da Saúde trabalha para liberar os medicamentos aos Estados.

O secretário estadual de Saúde, Beto Preto, apresentou aos representantes do Ministério da Saúde uma síntese das ações de combate ao novo coronavírus no Estado. Segundo Beto Preto, o Paraná optou por um caminho equilibrado desde o começo da pandemia.

Desde o início do ano, o Ministério da Saúde repassou para o Governo do Estado e os municípios paranaenses cerca de um bilhão de reais para o enfrentamento da Covid-19. De março a julho, a pasta habilitou 473 leitos de UTI exclusivos, sendo 35 pediátricos, com investimento de 68 milhões e 100 mil reais. Segundo Pazuello, o Paraná recebeu um milhão e 600 mil medicamentos, nove milhões e 100 mil Equipamentos de Proteção Individual, além de insumos para testagem. Neste mês o Paraná também recebeu 534 ventiladores pulmonares, dentro de um programa de sete mil e 900 entregues pelo governo federal aos estados. Foram 214 para o Governo do Estado e 320 aos municípios. Durante o encontro, Beto Preto também solicitou ao ministro Pazuello ajuda no combate à epidemia de dengue. Houve um aumento de casos no Paraná no último ano por causa de um novo sorotipo da doença, que até então não circulava no Estado. O Paraná registrou 227.724 casos e 177 mortes no último período epidemiológico, de julho do ano passado até este mês. Outros detalhes sobre a reunião podem ser conferidos em coronavrus.pr.gov.br.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias