Domingo, 01 de Agosto de 2021 18:07
43 9 9937 4574
ARTIGOS ARTIGO!

INDICADORES EFICIENTES TRAZEM COMPETITIVIDADE E SOLIDEZ AOS NEGÓCIOS

O primeiro passo é garantir a estabilidade da instituição perante sua operação, ou seja, assegurar os custos fixos, como os ligados a manutenção e ao funcionamento dos ativos físicos

25/03/2021 15h12
Por: Nathália Bonhole Fonte: Marisa Zampolli
 Marisa Zampolli, CEO da MM Soluções Integradas e especialista em gestão de ativos
Marisa Zampolli, CEO da MM Soluções Integradas e especialista em gestão de ativos

 

Com a escassez de recursos para investimentos e a necessidade de novas soluções em uma companhia, é comum que o capital para melhorias não pode atender todos os setores, fazendo com que alguma área da empresa seja privilegiada em relação as demais. Então, como distribuir os recursos adequadamente às melhores escolhas?

Esta questão é complexa e desafiadora, entretanto, há alguns indicadores que podem facilitar a tomada de decisão. O primeiro passo é garantir a estabilidade da instituição perante sua operação, ou seja, assegurar os custos fixos, como os ligados a manutenção e ao funcionamento dos ativos físicos. Assim, buscar quais são os investimentos que podem ser postergados, ou seja, aqueles que não vão gerar prejuízos fiscais, regulatórios ou operacionais caso não realizados. Feito isso, é possível apontar uma espécie de avaliação para determinar a área que receberá o maior investimento, pontuando os benefícios e malefícios ligados às consequências da presença ou ausência do capital, levando a empresa priorizar os seus projetos. Seguem exemplos de fatores que devem ser analisados:

A partir do investimento X, calcula-se:

  • O quanto o investimento irá contribuir para um aumento de receita;
  • Qual será o tempo de aplicação de X;
  • O quanto o investimento implicará em um incremento na produtividade;
  • Quais são os riscos envolvidos caso o investimento X não seja feito.

Neste viés, obtém-se um caminho objetivo para um resultado e sua conclusão, contudo, nem todos os parâmetros serão mensurados de maneira financeira, tal como um risco reputacional. Para isso, é necessária uma análise empírica que considere o equilíbrio entre todos os fatores influentes, tangíveis ou intangíveis, de modo a prezar pela conexão entre desempenho, custos e riscos.

Como considerar ameaças intangíveis? estimar resultados a longo prazo? Esses desafios não são comumente avaliados no momento de uma decisão, mas podem ocasionar malefícios no desempenho de uma organização, assumindo a importância do sucesso com relação à decisão de aplicação de um investimento como o caminho para manter a competitividade e solidez da companhia.

 

Informações à imprensa:

 

Marina Camargo - [email protected]com.br

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias