CNSG 2020 TOPO
CBD 2020
SICREDI TOPO
Vencendo a crise

Fabiano de Abreu conta em seu livro como superou a crise de 2008 e como podemos superar a atual

O empresário e escritor Fabiano de Abreu revela como superar crises em seu livro e conta como deu a volta por cima após quebrar durante a crise de 2008

20/05/2020 14h41Atualizado há 6 dias
Por: Nathália Bonhole
Fonte: Fabiano de Abreu
Com a crise, a Sovranità foi à falência e o empresário ficou devendo milhões de reais: não fiquei pobre, eu fiquei negativo, que é muito pior do que ficar pobre
Com a crise, a Sovranità foi à falência e o empresário ficou devendo milhões de reais: não fiquei pobre, eu fiquei negativo, que é muito pior do que ficar pobre

Em 2008, com o estouro da bolha imobiliária nos Estados Unidos, com a falência do banco Lehman Brothers, o mundo inteiro se viu arrastado para um vórtice de recessão e crise, que derrubou as bolsas e causou falências em diversos setores da sociedade, sendo considerada uma das piores crises dos últimos 100 anos. Hoje, em 2020, vivemos mais uma cenário de crise, desta vez causada pela pandemia do novo coronavírus, que paralisou a economia mundial e gerou mais de 10 milhões de desempregados em menos de 15 dias nos Estados Unidos.

O empresário, filósofo e escritor Fabiano de Abreu foi um dos afetados da crise de 2008. Na época, Abreu tinha 122 funcionários e era um dos maiores distribuidores de material de informática do sudeste, além de ter escritórios em Miami, Buenos Aires e no Paraguai. Com a crise, a Sovranità foi à falência e o empresário ficou devendo milhões de reais: “não fiquei pobre, eu fiquei negativo, que é muito pior do que ficar pobre. Contraí dívidas milionárias na época, tive grandes perdas materiais e passei a situação de ver oficiais de justiça batendo à minha porta para confiscar os meus bens. Foram tempos muito difíceis. Eu precisei ser forte para não apenas resistir a tudo isso, diante da sensação de culpa por ter quebrado. Nessa hora, nem fornecedores, nem credores e nem mesmo a família da gente quer saber se a culpa é da crise internacional. Foi muito difícil.”

Livro conta como Fabiano deu a volta por cima

Em seu livro ‘Como Se Tornar uma Celebridade’ lançado pela editora MF Press Global e distribuído mundialmente pela Amazon e pelo Google Books, Fabiano partilha um pouco de sua experiência e história e conta como conseguiu superar a crise de 2008, dando a volta por cima nos seus negócios e na vida: “Abandonei a informática e como tinha muitos contatos no meio artístico e cultural, espontaneamente surgiu a oportunidade de agenciar celebridades e pessoas de destaque na mídia. Me tornei assessor de imprensa e me especializei, me tornando jornalista. Assim, comecei a usar as ferramentas que tinha e a criatividade para alçar pessoas à fama através de pautas na imprensa criadas por mim e com isso foram em 6 anos mais de 500 pessoas que lancei à fama, o que me posicionou como o maior criador de personagens da imprensa a nível mundial, o que foi reconhecido por jornalistas europeus, norte-americanos, africanos e da América Latina.”

Segredo do sucesso

Para Abreu, a característica mais importante em momento de crise é a resiliência, o que faz com que a pessoa não desista de lutar e busque as melhores soluções: ”O segredo é não cruzar os braços, nunca. É agir, buscar estratégias se adaptando à situação.”

O empresário acredita que a crise é uma oportunidade para se reinventar como profissional e encontrar um novo caminho e foco para os seus investimentos: "Não podemos querer projetar um negócio que na crise ninguém utilizaria. Temos que pensar de acordo com a necessidade do momento. Mesmo que o seu negócio não seja objeto de busca e da demanda da maioria no momento, tem como adaptá-lo para que seja. É preciso se adaptar às necessidades das pessoas. Esse é o segredo para sobreviver e prosperar durante a crise, sempre se manter necessário e relevante.”

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.